sexta-feira, 14 de março de 2014

De Rituais - Lua cheia de Março )O( - Ritual para aumentar a nossa prosperidade

As noites de Lua Cheia são sempre propícias à renovação dos nossos votos, aos pedidos de inspiração, prosperidade, alegria, fertilidade... É o momento do mês em que a Lua se encontra no seu apogeu, e as forças da natureza também!

Frequentemente, encontramos rituais espalhados pela internet dos mais varidos tipos e procedências.
Antes de escolhermos que ritual devemos eleger, convém que saibamos quais as suas influências, a quem estamos a honrar, e se possível saber qual a intenção da pessoa que os divulga.

Nisto de rituais, como em tudo quando falamos de magia operativa, existem dois pontos fulcrais de que nunca podemos abdicar: Intenção e criatividade.
É a intenção que determina a qualidade  da magia que estamos a praticar e o seu posterior impacto (sendo fundamental conhecer o mundo das energias para as sabermos utilizar!) e é a criatividade que nos ajuda a desenvolver não só a nossa intuição, mas a nossa habilidade para criar novos rituais (os rituais que melhor resultam são aqueles que têm a nossa energia, digam o que disserem!).

Estamos perto da Lua cheia de Março de 2014 (que fica cheia pelas 17h:08m do dia 16 de Março), Lua em Virgem, daí que seja o período adequado a um ritual para conseguir um emprego, aumentar as faculdades intelectuais e melhorar a saúde.

Aqui no blogue, já começámos a dar a conhecer alguns rituais que podem praticados por quem quer que seja que se queira sentir mais próximo da Natureza, e consequnetemente mais próximo de si mesmo. À medida que o tempo for passando, daremos a conhecer rituais mais ou menos complexos com as mais variadas particualaridades.

Como iniciámos há pouco esta rúbrica, ficaremos pelos mais simples, para já. Este ritual, apesar da sua simplicidade, é, na minha opinião, um dos mais belos que já fiz e dos mais pontentes!


Para este ritual, que visa aumentar a nossa prosperidade, eis a lista de material que será necessário:

Uma vela branca;
Fósforo;
Nove pedaços de pão;
Algumas flores (à escolha); Simples, certo? ;)

O dia para o executar pode ser ou na véspera da Lua Cheia (este sábado, por exemplo), ou mesmo no Domingo.

Comece sempre por se preparar energetica e mentalmemente para o ritual que vai fazer (Se conseguir tomar um banho de limpeza antes, e estar a sós com a sua intuição, melhor ainda!).

Acenda o fósforo e antes de acender a vela desenhe uma cruz no pavio. Depois de ter a vela acesa deixe-a pousada num castiçal ou num prato onde ela fique direita e sem perigo de cair (cuidado com as velas acesas, não me incendiem as vossas, se fazem favor :)).
Disponha as flores à volta do castiçal onde está a vela.

 Deposite os pedaços de pão à direita da vela, em seguida.

Comece por se voltar a Oriente e saude-o.

Depois, pegue num pedaço de pão, coma-o e dê a volta ao altar que tiver feito para o momento, no sentido da esquerda para direita (marcha solar), saudando o Oriente quando terminar a volta.
Repita sete vezes o procedimento. No final de ter comido oito pedaços de pão e de ter dado as oito voltas ao altar, repita:

 - Forças da Luz, fazei germinar em mim a semente da prosperidade, para que ela cresça e dê frutos, trazendo-me o equilíbrio financeiro necessário para a continuação dos meus trabalhos e a realização do meu destino.

 Depois, vire-se para Oriente, pegue no nono pedaço de pão, erguendo-o nas mãos e repita:

- Agradecendo o vosso auxílio, ofereço-vos a nona fracção deste alimento ritual, a nona parte da minha colheita em sinal de agradecimento. Que a vossa força multiplique as minhas colheitas e as garanta nos anos vindouros.

A vela deverá arder até ao fim, e o nono pedaço de pão deverá ser enterrado, com as flores usadas no ritual, no campo no fim do ritual.

Poderá meditar um pouco no final, visualizando as formas de prosperidade de que mais necessita (um emprego novo, uma promoção, etc).

Em silêncio agradeça à Gande Mãe a presença no ritual e o auxílio prestado.

Mãos à obra? ;)

N.B. Este ritual é adaptado da colectânea "Rituais antigos para um Mundo Novo -  Manual de Magia", de José Medeiros (a não perder, já agora).

Num dia de Vénus à última hora de Saturno

domingo, 9 de março de 2014

sábado, 8 de março de 2014

De Ibn Darrag

"Diz à Primavera: estende o teu manto de nuvens e enfuna as velas sobre os lugares onde decorreram as minhas brincadeiras infantis.
Não faltes, Primavera, que as minhas lágrimascorrem atrás de ti em longas vagas.
Mistura ao perfume da minha saudação a humidade da tua  nuvem e asperge aqueles e aquelas a quem amo".


Abu Omar Ibn Darrag (958-1030)

De facto, com uma paisagem destas, é difícil não se ser poeta...






Num dia de Saturno à 1ª hora de Saturno

segunda-feira, 3 de março de 2014

:: Previsões para a semana de 2 a 8 de Março ::

ficam então elas, as previsões, para esta semana que entrou!

Que nunca nos esqueçamos dos motivos de celebração nas nossas vidas, e de que o Caminho se faz caminhando;

Nada pode crescer nem evoluir da inércia!

O oito de Copas relembra-nos deste mote!

Boa semana,

Num dia de Lua, à 2ª hora de Vénus

Licença Creative Commons
Este obra foi licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-Uso Não-Comercial-Proibição de realização de Obras Derivadas 3.0 Portugal